Autárquicas 2017: Assunção Cristas é candidata à Câmara de Lisboa.


A “guerra autárquica” vai aquecer com o anúncio de Assunção Cristas, como candidata do CDS, partido de que é presidente, à câmara municipal de Lisboa. As autárquicas só se deverão realizar daqui a um ano, mas em maio, Rondão de Almeida anunciou a candidatura à câmara de Elvas.

Alqueva_800x800A líder do CDS, Assunção Cristas, anunciou ontem à noite em Oliveira do Bairro, que será candidata à câmara municipal de Lisboa. O CDS adianta-se numa candidatura à direita, quando o PSD ainda não anunciou candidato.

O CDS já conquistou no passado a câmara da capital, em 1979 e 1985, quando o presidente foi Krus Abecassis, mas em coligação com o PSD (que era o segundo partido do acordo). Da última vez que um líder do CDS concorreu à autarquia foi Paulo Portas, em 2001.

No Alentejo, recorde-se que em meados do passado mês de maio, o comendador José Rondão Almeida, apresentou-se à corrida para voltar a presidente e os candidatos da sua lista independente concorrente à Câmara Municipal de Elvas.

Presidente da edilidade elvense durante 20 anos, entre 1993 e 2013, foi mais longe e apresentou todo o elenco que o irá acompanhar na tentativa de regresso à liderança da autarquia da cidade raiana.

A lista apresentada é a seguinte: 1º Rondão Almeida, 2ª Elsa Grilo, 3ª Anabela Cartas, 4º Sérgio Ventura, 5º Hugo Amante, 6ª Maria Deolinda Pinto, 7º João Monraia, 8º António Jeca, 9ª Elsa Dourado, 10º Francisco Candeias, 11º João Alvarrão, 12ª Tatiana Oliveira, 13º António Faria e 14º Germano Grave.

Em Elvas perfilam-se Nuno Mocinha, Rondão Almeida e Tiago Abreu como candidatos a presidente de Câmara.

No distrito de Beja “fala-se muito e em muitos nomes”, mas em concreto ainda ninguém fez o anuncio oficial de recandidatura ao lugar que ocupa ou que pretendem vir a ocupar.

Teixeira Correia

(jornalista)


Share This Post On
468x60.jpg