Aljustrel: Conductor sufre accidente que provocó triple homicidio.


Diogo L., de 32 años de edad, Aljustrel naturales, asumido ante el Colectivo de Jueces del Tribunal de Beja, la autoría de los cuatro delitos por los que está siendo juzgado.

Três de homicídio negligente e um de condução perigosa de veículo rodoviário, después de una violenta colisión frontal que ocurrió cerca de esa aldea.

En 5 Octubre 2020, la carretera nacional (EN) 383, en Aljustrel, o arguido conduzia um veículo ligeiro de passageiros, de marca BMW, onde viajavam quatro pessoas, que embateu num ligeiro de mercadorias fechado, que se incendiou e onde morreram os dois ocupantes carbonizados. Dos días más tarde, un individuo 29 anos que seguia no BMW e que tinha sido transportado de helicóptero para o Hospital de São José, en Lisboa, viria também a falecer.

Sujeito ao teste de despistagem de substâncias psicotrópicas, o indivíduo acusou a presença no sangue de cocaína, cannabinóides e metilenodioximetanfetamina (MDMA).

Perante os juízes, Diogo assumiu que “por descuido” o veículo que conduzia “invadiu a faixa contrária e embateu no outro veículo”, justificando que o consume de estupefacientes “foram consumidos na noite anterior”, concluido.

A sequência do embate, a viatura de mercadorias onde viajavam dois irmãos, un hombre de 51 años y una mujer 48 años de edad, depois da colisão, Se estrelló, capotou e ardeu posteriormente e que originou a morte dos ocupantes.

Além dos quatro crimes de que está acusado, o arguido arrisca ainda uma contra-ordenação, por não possuir seguro de responsabilidade civil, uma vez que o MP extraiu uma certidão que remeteu à Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.

Teixeira Correia

(periodista)


Compartir este mensaje en
468x60.jpg