movimiento: Rita Nabeiro entre os fundadores do Marcas por Portugal.


Movimento da sociedade civil com mais de mil signatários quer multiplicar o valor de produtos e serviços exportados e atrair cidadãos de todo o Mundo para Portugal.

Segundo o “Dinheiro Vivo, publicação doa Global Media Group, “aumentar o valor das exportações, promover a neutralidade carbónica e atrair cidadãos de todo o mundo para Portugal”. Estes são os três objetivos do movimento Marcas por Portugal, apresentado esta segunda-feira no Porto e que conta entre outros com a empresária Rita Nabeiro (grupo Nabeiro), responsável da Adega Mayor, entre os primeiros mil signatários.

O movimento assume ocompromisso para uma década, uma marca de mudança para valorizar Portugal”.

Acreditamos que precisamos de mudar, de aumentar o valor percebido da Marca Portugal, com o objetivo de criar mais riqueza, que possa ser justamente distribuída ao longo de toda a geografia e cadeia produtiva. Só assim seremos capazes de crescer em harmonia, igualdade de género, inclusão e diversidade, contribuindo para a erradicação da pobreza em Portugal”, assim refere o manifesto de apresentação.

O movimento considera ainda quePortugal tem tudo para vir a ser umas das 10 marcas-país melhores do mundose conseguirvalorizar as pessoas, os produtos, os serviços e o país”.

O nascimento do Marcas por Portugal surge duas semanas depois da apresentação da Associação Business Roundtable Portugal, que junta os líderes de 42 das maiores empresas portuguesas.


Compartir este mensaje en
468x60.jpg