Odemira: Três militares da GNR feridos em colisão, numa perseguição.


Militares da GNR, do Destacamento de Odemira, ficaram feridos após colisão de duas viaturas, na perseguição a um indivíduo referenciado por furtos. O acidente ocorreu na madrugada de ontem no cruzamento do Almograve, concelho de Odemira.

Três militares da GNR dos postos de Vila Nova de Milfontes (na foto) e de Odemira, do Comando Territorial (CT) de Beja, sofreram ferimentos ligeiros, na sequência de uma colisão entre duas viaturas da corporação, quando faziam a perseguição de um condutor que conduzia uma viatura roubada.

O acidente aconteceu cerca das 02,45 horas de ontem (sábado) na EN393, no cruzamento do Almograve, concelho de Odemira, quando o condutor a viatura perseguida fez uma manobra perigosa para fugir aos militares.

Segundo apurou o Lidador Notícias (LN), para continuar a perseguição, uma das viaturas travou e a outra embateu na traseira, originando três feridos.

O CT Beja não se pronuncia sobre a situação, mas o LN sabe que o individuo estava referenciado por furtos e conduzia uma viatura furtada e com matrícula falsa. A perseguição foi iniciada em Vila Nova de Milfontes, tendo sido pedido o reforço de uma patrulha de Odemira, mas dado o facto do condutor em fuga conhecer bem a região, levou a que conseguisse escapar.

Por precaução, os três militares da Guarda foram transportados para o Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém, de onde já tiveram alta médica.

Para que os militares do NIAVE procedessem às investigações, a EN393 esteve encerrada ao trânsito durante quatro horas.

No socorro às vítimas estiveram envolvidos 14 operacionais dos Bombeiros de Vila Nova de Milfontes, SIV de Odemira e GNR, apoiados por sete viaturas.

Teixeira Correia

(jornalista)


Share This Post On
468x60.jpg