Opinião (Rogério Copeto/ Oficial da GNR): CRÓNICA DE UM HOMICÍDIO.
Nov22

Opinião (Rogério Copeto/ Oficial da GNR): CRÓNICA DE UM HOMICÍDIO.

“B lançou mão da garrafa contendo o líquido tóxico que levou consigo, verteu o respectivo conteúdo na boca e garganta de M, que se encontrava já inanimada, e tapou-lhe aboca com uma meia de licra, amordaçando-a e atando a meia à volta da cabeça, colocando depois a parte do nó na boca dela, com vista a que a mesma engolisse o tal produto e a melhor assegurar o êxito da sua intenção de lhe colocar fim á vida”.

Ler Mais