Pias/ Serpa: Arma carregada encostada entre armários numa garagem, torna festa em pesadelo.


Uma espingarda de ar comprimido, que depois de modificada ficou apta a levar uma munição de calibre 9 mm, manuseada por um amigo de Bernardo Marta, que desconhecia estar carregada, provocou a morte daquele jovem. Num segundo, uma festa virou um drama.

Era uma noite de festa que de repente se tornou num terrível pesadelo. Bernardo Marta, namorado de Érica Candeias, celebravam na companhia de uma dezena de amigos, mais um aniversário da jovem, em casa desta. Ricardo Silva, 16 anos, um dos convivas, pega numa arma que está encostada entre dois armários e de repente ouve-se um tiro e Bernardo, também de 16 anos, cai inanimado no chão atingido no peito pelo disparo.

O acidente ocorreu ontem (terça-feira) cerca das 00,25 horas, na garagem anexa à habitação de Érica Candeias, quando Ricardo, o melhor amigo de Bernardo, manuseou a arma, desconhecendo que a mesma estava carregada.

A espingarda, ao que foi possível apurar é pertença do pai da jovem, conhecido na aldeia como o “Avante”, era uma arma de ar comprimido, que depois de modificada ficou apta a levar uma munição de calibre 9 mm.

Mal Bernardo caiu no chão, a confusão e o desespero instalou-se na festa e as autoridades foram de imediato alertadas e correram em socorro do jovem que foi estabilizado no local e transportado para o Hospital José Joaquim Fernandes, em Beja, tendo dado entrada no Bloco Operatório da unidade de saúde, onde acabaria por falecer.

Cerca das 22 horas, enquanto decorria a festa de aniversário, Bernardo colocou na sua página de facebook, uma fotografia com Érica, onde deixava uma declaração de amos à namorada: “Muitos parabéns meu amor!! ❤️😘 Adoro-te muito bb”.

Na rua onde ocorreu o incidente as pessoas fecharam-se em casa e Romana Inácia, uma das poucas vizinhas que aceitou falar, justificou que: “a aldeia está em choque, são três famílias que residem e foram criadas em Pias. Dois jovens muito amigos e excelentes rapazes. Um desaparece e o outro fica devastado”, rematou.

Por seu turno José Mósca, subchefe dos Bombeiros de Serpa, contou ao LN que “a vítima apresentava uma perfuração de bala na zona do tórax com hemorragia ativa, que foi estabilizada e drenada. Quando chegámos estavam os operacionais da SIV de Moura a quem prestámos apoio, enquanto se aguardava a chegada da VMER de Beja. A vítima foi estabilizada e evacuada para o Hospital de Beja. Havia alguma confusão no local, mas com a chegada da GNR as coisas acalmaram”, rematou.

Bernardo Marta, é filho de Henrique Marta, um agente do Comando Distrital de Beja da PSP, era jogador de futebol no Despertar Sporting Clube, equipa da cidade bejense.

A GNR tomou conta da ocorrência, mas como se tratava de um crime envolvendo uma arma de fogo passou para a jurisdição da Polícia Judiciária, tendo no local comparecido inspetores da Diretoria de Faro, que investigam as causas do acidente.

Por se tratar de um crime público, “Avante” proprietário da arma, arrisca ser acusado dos crimes de homicídio por negligência, posse de arma proibida e transformação de arma proibida.

No socorro à vítima estiveram 9 operacionais, apoiados por 4 viaturas, dos Bombeiros Voluntários e INEM de Serpa, VMER de Beja, SIV de Moura e GNR.

A autopsia ao corpo de Bernardo Marta realizou-se ontem no Gabinete Médico-Legal de Beja, tendo féretro ficado em câmara ardente da Igreja de Pias, realizando-se o funeral durante a manhã desta quarta-feira para o cemitério local.

MARTA, uma família de futebolistas

Bernardo Marta, jogou nos iniciados do Piense, treinado pelo pai, depois foi campeão distrital de juvenis com a camisola do Moura A.C., estando este ano a representar o Despertar S.C. de Beja.

O seu pai, Henrique Marta, envergou durante muitos anos a camisola do Moura A.C., onde foi campeão distrital de seniores, tendo defrontado o Porto, em jogo da Taça de Portugal, na época 87/88. Jogou também no Piense e foi treinador do clube na categoria de iniciados onde treinou o filho Bernardo.

Gonçalo Marta, o irmão de Bernardo, já jogou no F.C. Serpa e esta temporada ia envergar a camisola da equipa da terra, o Piense S.C..

Teixeira Correia

(jornalista)


Share This Post On
468x60.jpg