Covid-19: Concelho de Beja entre os 121 em Estado de Emergência.


Declaração do Estado de Emergência nos 121 concelhos abrangidos pelas medidas que entram em vigor a 4 de novembro. O concelho de Beja está entre esses municípios.

O primeiro-ministro anunciou ter pedido uma audiência ao presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para pedir a Declaração do Estado de Emergência, para aprovar as medidas a aplicar nos concelhos de risco, entre eles o de Beja.

Nos 47 municípios da Região Alentejo, estão também incluídos Alcácer do Sal, Borba, Estremoz, Redondo, Sines, Viana do Alentejo e Vila Vicosa.

A lista de concelhos de risco está disponível em https://covid19estamoson.gov.pt/

Os 121 concelhos abrangidos pelas novas medidas: Alcácer do Sal, Alcochete, Alenquer, Alfândega da Fé, Alijó, Almada, Amadora, Amarante, Amares, Arouca, Arruda dos Vinhos, Aveiro, Azambuja, Baião, Barcelos, Barreiro, Batalha, Beja, Belmonte, Benavente, Borba, Braga, Bragança, Cabeceiras de Basto, Cadaval, Caminha, Cartaxo, Cascais, Castelo Branco, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Chamusca, Chaves, Cinfães, Constância, Covilhã, Espinho, Esposende, Estremoz, Fafe, Figueira da Foz, Fornos de Algodres, Fundão, Gondomar, Guarda, Guimarães, Idanha-a-Nova, Lisboa, Loures, Macedo de Cavaleiros, Mafra, Maia, Marco de Canaveses, Matosinhos, Mesão Frio, Mogadouro, Moimenta da Beira, Moita, Mondim de Basto, Montijo, Murça, Odivelas, Oeiras, Oliveira de Azeméis, Oliveira de Frades, Ovar, Palmela, Paredes de Coura, Paredes, Penacova, Penafiel, Peso da Régua, Pinhel, Ponte de Lima, Porto, Póvoa de Varzim, Póvoa do Lanhoso, Redondo, Ribeira da Pena, Rio Maior, Sabrosa, Santa Comba Dão, Santa Maria da Feira, Santa Marta de Penaguião, Santarém, Santo Tirso, São Brás de Alportel, São João da Madeira, São João da Pesqueira, Sardoal, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Sever do Vouga, Sines, Sintra, Sobral de Monte Agraço, Tabuaço, Tondela, Trancoso, Trofa, Vale da Cambra, Valença, Valongo, Viana do Alentejo, Viana do Castelo, Vila do Conde, Vila Flor, Vila Franca de Xira, Vila Nova de Cerveira, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Gaia, Vila Pouca de Aguiar, Vila Real, Vila Velha de Ródão, Vila Verde, Vila Viçosa e Vizela.

São 121 os concelhos, atualmente, todos aqueles que têm mais de 240 novos doentes infetados por 100 mil habitantes nos últimos 15 dias, haverá regras a cumprir, mas que o essencial será o dever de ficar em casa.

Medidas obrigatórias em 121 concelhos:

– Dever cívico de recolhimento domiciliário, à exceção de saídas para trabalhar, passeios, etc

– Desfasamento de horários

– Encerramento dos estabelecimentos comerciais a partir das 22 horas e restaurantes têm de encerrar até as 22.30 e ter um máximo de seis pessoas na mesma mesa.

– Eventos e celebrações limitados a cinco pessoas.

– Proibidas feiras e mercados levantes.

– Teletrabalho obrigatório, salvo impedimento do trabalhador.

Educação e trabalho são “linhas vermelhas”

António Costa diz que “há duas linhas vermelhas muito claras” que não podem ser ultrapassadas:  Uma é o direito à educação, garantindo “a atividade letiva normal” de crianças e jovens”, diz, assinalando que a reabertura do ano letivo decorreu “de forma impecável” e que os casos de infeção, em relação ao total, junto da população escolar “são residuais” e a outra tem a ver com o trabalho. “Não podemos interromper esse ciclo. Temos que garantir que o direito ao trabalho é garantido”, frisa destacando o esforço dos empresários na manutenção dos postos de trabalho.


Share This Post On
468x60.jpg