Beja: No “Vale de Atum”, junto ao IP2 e EN18, vai nascer um novo Retail Park.


O Plano de Pormenor de Vale de Atum, aprovado pela Câmara e Assembleia Municipal de Beja, corresponde a uma zona integrada de atividades económicas, onde deverá nascer um novo Retail Park.

Segundo apurou o Lidador Notícias (LN) um importante grupo empresarial do Norte, vai investir no espaço, estando a ser assessorado por uma empresa local.

O LN sabe que o projeto de arquitetura está em fase de acabamento e deverá ser entregue na Câmara Municipal de Beja até ao final do corrente mês de abril.

Apôs a aprovação do projeto por parte da autarquia, vai ser possível saber quais as empresas de marca que se vão instalar no espaço.

De acordo com o anúncio publicado ontem em Diário da República (AVISO CMBeja-Vale de Atum), o Plano de Pormenor em causa corresponde a uma zona integrada de atividades económicas no perímetro urbano da cidade, a necessitar de estruturação tendo em conta as unidades existentes, eventualmente a reconverter, e a instalação de novas atividades.

Tal como o Lidador Notícias divulgou em exclusivo, a área de intervenção localiza -se a nascente do IP2 entre a rotunda de Aljustrel e a rotunda sul e abrange uma área de 27,4 ha.e localiza -se dentro do perímetro urbano da cidade em solo urbanizado e classificado como Espaço de atividades económicas, prevendo a constituição de 14 parcelas destinadas a atividades económicas devidamente viabilizadas pela Câmara Municipal. As parcelas destinam-se à instalação de estabelecimentos industriais, logísticos e de serviços, podendo ser autorizada a instalação de atividades comerciais.

A acessibilidade do espaço circunscrito ao “Vale de Atum” implica a eliminação dos acessos diretos ao IP2 e o reordenamento do acesso à EN18, assegurando as respetivas servidões rodoviárias. Para evitar o acesso direto do IP2 às instalações existentes entre a rotunda de Aljustrel e o limite urbano de Beja, junto ao RI1, o Plano de Pormenor de “Vale de Atum”, prevê a construção de uma via de sentido único, paralela àquela infraestrutura, com a largura de 4,5 metros que tem início na EN 18, percorre parte de forma paralela ao IP2, desviando à direita para o terreno até desembocar num acesso à rotunda que se encontra a Nascente, junto às antigas instalações da Junta Autónoma de Estrada/JAE (traçado a vermelho no mapa da primeira foto).

A construção da nova via, terá 4,5 metros de largura, paralela ao IP2, afastada deste por um separador com 1,5 metros de largura e protegido por guarda metálica. A via tem início numa nova rotunda a propor na EN18 e término na rotunda já existente no IP2.

Teixeira Correia

(jornalista)


Share This Post On
468x60.jpg